10 de abril de 2012

10 ANOS DA LINHA DO TEMPO

10 ANOS DO SITE-BLOG LINHA DO TEMPO DA INVENÇÃO MUSICAL

Publicado em junho de 2002 como site estático, e migrado para a plataforma Blogger em dezembro de 2008, nosso modesto trabalho vem completar 10 anos de existência, ao longo dos quais foi gratificante perceber como ele respondeu à expectativa de muitos internautas que pesquisaram sobre os temas aqui abordados, e mereceu diversos comentários, sempre positivos, muitas vezes de pessoas que sabidamente realizam um verdadeiro trabalho de estudo e pesquisa nesse universo.
Penso que ele foi tomando um caminho que se delineou à medida que os acréscimos iam chegando e, dado o panorama que a internet apresenta na atualidade, alguns tópicos deixaram de ser imprescindíveis, alguns artigos reproduzidos de sites extintos  foram suprimidos, devido ao retorno dos mesmos ou dos seus conteúdos, o que nos deixa satisfeitos, pela sua relevância.
Muita coisa precisa ser feita no Brasil, quando se trata de contemplar o registro e a análise das manifestações da criação musical, e nenhum site ou blog vai conseguir abranger tudo o que seria necessário. Mas temos hoje diversos sites e portais institucionais (ou não) que se propõem manter um banco de dados facilmente acessível e ainda permitir que usuários complementem as informações, porque o Brasil tem uma dimensão gigantesca e uma produção cultural maior que suas fronteiras.
Quanto ao TempoMusica, penso que ele continuará reunindo algumas informações que se encontram dispersas, alimentando-se da própria internet, na tentativa de constituir uma referência a mais sobre as personalidades e fatos que ainda não receberam a merecida atenção, e o nosso foco é a identidade cultural da Bahia e tudo que estiver ligado a ela.
De lamentável, apenas os muitos depoimentos de pesquisadores geralmente jovens, estudantes, que afirmavam contentes que o material encontrado no TempoMusica "serviu direitinho" para entregar seu trabalho escolar, na base evidentemente do "copiar e colar", o que apenas substitui as antigas cópias na folha pautada, demonstrando que a educação ainda precisa trabalhar  muito no trato com o estímulo à coleta de informações, reflexão sobre as mesmas e a necessária produção textual a partir de conclusões pessoais, o que passa também por um processo de motivação-direcionamento-acompanhamento. Muitos professores nem sabem o mínimo sobre os "trabalhos" solicitados, as notas  escolares são dadas de maneira fácil e prática e assim todos continuam sem se apropriar do conhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário